Baby, I'm not like the rest

“Menina, eu sei que dá vontade de guardar tudo numa mala e jogar no mar pra nunca mais achar. Eu sei. Mas todo mundo sofre. Não tente fugir disso, ou acabar com isso. Acontece com todo mundo. E passa. E quando passa, você fica mais forte. Sua dor não é diferente das outras, nem especial… Não tenta fugir disso não, a dor sempre te acha. E quanto mais fugir, mais ela aumenta e te persegue. Não vale a pena. Vai e luta. O tempo leva, você supera. Eu sei que sim. Você vai sorrir de novo, pode apostar. E sorrir forte, de verdade, com aquele tom de 'é, foi díficil mas eu tô aqui'.” — Pedro Rocha The light of my heart just depends on the energy of your eyes... You Jump, I Jump remember ?

Tava indo te esquecer e te convidei. Isso é bem a minha cara. Soulstripper. 
(via esclarecer)
Você ama o sorriso e a voz da pessoa. Daí ela fala sorrindo. Assim eu me apaixono.  (via recomecas)
Que o vento leve o necessário e me traga o suficiente 🍀🌾
Lágrimas não são argumentos. Machado de Assis.    (via realidade-paralela)
O amor é algo que esperamos. As vezes esperamos demais dele. Imaginamos aonde encontraremos, se vai ser amor a primeira vista, se conheceremos na escola ou na balada ou se ele começará com uma grande amizade. Imaginamos como será o primeiro olhar, primeiro toque, braço, beijos, primeiro “eu te amo” e as promessas. Na imaginação, fazemos um filme sem fim. Fazemos diálogo perfeitos ou parecidos com o filme ou livro. Esse é o erro das pessoas. Sempre imaginam a melhor parte e esquecem das outras, não pensam que antes dos primeiros beijos, abraços, teremos que correr atrás. Teremos que fazer algo para merecermos essa história de amor que imaginamos a cada vez que deitamos a cabeça no travesseiro. Que nem sempre vamos ser correspondidos, que a outra pessoa vai querer o mesmo. Nunca imaginamos todas as brigas e todas as vezes que terminaram, só pensamos que um dia depois de uma briguinha alguém vai vir correndo de volta… Nem sempre é assim. Vamos parar de ser tão idiotas e iludidos e ver a realidade que está aí, na frende dos nossos olhos. Desnortiada.   (via desnortiada)
Orgulho, de que me serviu até hoje? Serviu pra me privar dos sorrisos que aquela pessoa me proporcionava, pra me tornar menos humano ao negar perdão para alguém que assim como eu, erra. Serviu pra mostrar a todos que posso ser forte o suficiente por conseguir reprimir o meu desejo de me redimir com alguém, porque eu não quero fazer papel de tolo, e burro o suficiente pra deixar com que a opinião da sociedade me faça escolher pelo aquilo que inicialmente não seria a minha primeira opção. Enfim, o orgulho serviu apenas pra me deixar cego, diante da beleza do perdão, da amizade que pode renascer, de um amor que não era pra ter fim. Em resumo: o orgulho não me serviu pra nada. – (via fukingperfect)
Quero alguém que cuide de mim, que me proteja, que me ame e queira estar sempre comigo e que independente da distância faça um esforço pra me ver e sinta prazer nisso. – Difícil de Lidar  (via dificil-d-e-lidar)


1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 older �